O primeiro movente, segundo Aristóteles

Para Aristóteles, deve haver um primeiro movente que é a causa inicial de todos os movimentos do Universo. Esse primeiro movente deve ser uno e eterno. Para Aristóteles, o Universo deve ter se originado a partir desse primeiro motor, que move tudo mas não é movido por nada prévio – afinal, não pode haver movimento antes do primeiro movimento. Leia o que Aristóteles escreve na Física:

Se tudo o que está em movimento tem que ser movido por algo, e se o que move tem que ser movido por sua vez por outra coisa ou não, e se é movido por outra coisa movida deverá haver um primeiro movente que não seja movido por outra coisa, visto que se este é o primeiro movente não terá necessidade de um movente intermediário que seja também movido (pois é impossível que haja uma série infinita de moventes movidos por outro, já que em uma série infinita não há nada que seja primeiro)…

(…)

É evidente, então, (…) que o primeiro movente é imóvel. Porque, tanto se a série do movido que é movido por outro se detenha imediatamente em algo que é primeiro e imóvel, quanto se conduza a uma coisa que se mova e se detenha a si mesma, em ambos os casos se segue que em todas as coisas movidas o primeiro movente é imóvel.

(…)

Posto que é preciso que haja sempre movimento e que não se o interrompa jamais, deve haver necessariamente algo eterno que mova primeiro, e o que primeiro mova (…) terá que ser imóvel.

(…)

E que o primeiro movente tem que ser uno e eterno resulta evidente pelas seguintes considerações. Mostramos que é necessário que sempre haja movimento. E se sempre há movimento, ele terá que ser também contínuo, porque o que é sempre é contínuo, visto que somente o que está em sucessão não é (necessariamente) contínuo. Mas, se é contínuo, é uno. E é uno por ser uno o movente e uno o movido, já que se o que move fosse sempre distinto, o movimento total não seria contínuo, mas sucessivo.

Por estas razões se pode ter a convicção de que há algo primeiramente imóvel…

(ARISTÓTELES. Física)

Anúncios
Esse post foi publicado em Sobre a Oficina. Bookmark o link permanente.

2 respostas para O primeiro movente, segundo Aristóteles

  1. Jânio Lima disse:

    “em ambos os casos se segue que em todas as coisas movidas o primeiro movente é imóvel”, então não haverá movimento e contradiz tudo. É o velho problema da causa primeira, sempre haverá a pergunta “e quem criou quem…?” Com certeza Aristoteles mudaria de opnião nos dias de hoje.

  2. Pingback: Nota Sobre o Ser Movente

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s