Como não começar, por Aires Almeida

Amanhã recomeçam as aulas em inúmeros colégios do Brasil. Não custa nada uma mensagem para os professores da nossa disciplina.

O blog Filosofia: estudo e ensino deu a dica que reproduzo aqui de um ótimo pequeno texto de Aires Almeida, publicado no Crítica, sobre como não começar o ano com o ensino da filosofia.

O texto começa:

“O novo ano lectivo vai começar e os alunos do 10º ano irão estudar pela primeira vez filosofia. É importante ter cuidado em não começar por criar expectativas negativas nos estudantes, o que pode gerar algum desinteresse neles.

A minha experiência diz-me que nós, professores, temos alguma tendência para gastar, logo de início, muito tempo com coisas que eles, muito naturalmente, acham desinteressantes. Refiro-me à necessidade algo estranha de passar horas seguidas a falar da importância da nossa disciplina, como se o estudo da filosofia precisasse de grandes justificações (ou como se o nosso emprego estivesse em causa e precisássemos do apoio dos alunos para o defender). O elogio, muitas vezes pomposo, de uma disciplina que os alunos ainda nem sequer estão aptos para avaliar é algo despropositado e até suspeito, além de bocejante. Creio que é uma boa maneira de começar a perder os alunos, deixando-os desconfiados.”

E segue. O texto integral está disponível aqui.

Anúncios
Esse post foi publicado em Ensino de Filosofia e marcado , . Guardar link permanente.

Uma resposta para Como não começar, por Aires Almeida

  1. Parabéns pelo blog, sempre voltarei por aqui!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s